28 outubro, 2008

eu não entendo

nenhum de nós


Por que você não disse que viria?
Logo agora que eu tinha
Me curado das feridas
Que você abriu quando se foi
Por que chegou sem avisar?
Eu queria tempo pra me preparar
Com a roupa limpa, a casa em ordem
E
um sorriso falso pra enganar


Eu não entendo a sua volta
Eu não entendo a sua indecisão
Num dia sou o seu grande amor
No outro dia não, não, não

Por que a surpresa da sua volta?
Justo quando eu tento vida nova
Você vem pra perguntar
Se tudo que eu sentia acabou
Você até parece um vício
Que largar é quase impossível
Exige muito sacrifício
E quando eu me considerava limpo
Vem você pra me oferecer mais
Vem você pra me oferecer mais,mais, mais!

Eu não entendo a sua volta
Eu não entendo a sua indecisão
Num dia sou o seu grande amor
no outro dia não...

Episódios da vida

Sou geminiana mesmo. Meus gostos mudam assim como mudo de roupa. Em cada fase gostava um seriado: Blossom nos meus 13 anos, Gilmore Girls aos 16, The OC aos 20. Ai todos os meus seriados prediletos terminaram e eu me senti órfã. Encontrei outros seriados que gostei: Desperate Housewives, The Big Bang Theory, Pushing Daisies, mas faltava achar algum que fechasse mais com esta minha fase atual: 25 anos, carreira, vida, 

namorado, decisões, crises.

Estava vendo muitas comédias, Friends e Two and a half men, e zapeava nos intervalos. Passando pelo Sony me deparava com o Grey’s Anatomy, mas sempre pegava as cenas de cirurgias e não conseguia gostar. Mas um dia peguei o começo de um episódio e fui gostando, descobrindo certas semelhanças.

Meredith Grey não é mais adolescente, mas ainda tem incertezas e inseguranças. Talvez o fato de a história se passar em um hospital é o que me desagradou no começo, pois não gosto de hospitais, plantões e afins. Evito ao máximo ir. Mesmo agora que estou gripada faz um mês não vou ao médico.

Mas o seriado tem seu lado sarcástico muito forte, ao mesmo tempo que mostra com “leveza” as doenças, as preocupações, as mortes. Estou aprendendo a gostar da Dra. Meredith, seu jeito sério e apaixonado, suas incertezas, seus arrependimentos. Mas eu estou vendo o comecinho da série, a reprise. Pode ser que quando chegue na fase atual eu já tenha mudado de idéia e não goste mais ou já tenha eleito outro seriado favorito (tinha um que passava na Sony também que era perfeito para mim: Big day, cobertura do dia do casamento, das primeiras horas da manh

ã até a festa, cheio de trapalhadas, confusões, noivos fugindo, vizinhos barulhentos, crises, ciúmes, reconciliações.) 

O diferencial dos seriados é que eles costumam ter longa duração, ou seja, nos acompanham por mais tempo que um filme ou novela. Temos mais tempo de amá-los ou odiá-los, fazer comparações, nos acostumarmos com os personagens, com os cenários e também de enjoar e começar a achar chato.

16 outubro, 2008

Antes e depois

CHAVES


Quer ver mais? Então entre nesse site muito legal que achei fuçando na net.

14 outubro, 2008

Cachorrinha do Magayver

video

Se eu mostrar esse vídeo com certeza a Mia vai querer imitar e logo foge lá de casa. 

09 outubro, 2008

Fotos da minha modelete







Meme........

Me mandaram um Meme. Uma lista de oito sonhos que devem (ou deveriam) ser realizados antes do grande encontro com Deus (mas e se eu não for para o Céu???).

O Meme também tem regras que devem ser cumpridas para que a “brincadeira” funcione.

Regras:
• Escrever uma lista com 8 coisas que sonhamos fazer antes de ir embora daqui;
• Passar o meme para 8 pessoas;
• Comentar no blog de quem lhe passou o meme;
• Comentar no blog dos nossos(as) convidados(as), para que saibam da "intimação";
• Mencionar as regras.

Lista de Meme (não estão em ordem de importância):
1. Ter a minha casa dos sonhos
2. Conhecer a Europa e o México
3. Ter filhos
4. Abrir meu negócio
5. Escrever um(ns) livro(s)
6. Perder o medo de dirigir
7. Que meu “namoro” continue dando super certo
8. Fazer mestrado/doutorado


Meus convidados de honra (se já tiverem sido “memeados” desculpem):

1. Blog da Preta
2. Blog da Kassy
3. Blog da Uli
4. Cor do Vento do Iraildo
5. Pluratlity
6. Novo do Kazao
7. Torre minha
8. Falta um.... pensando bem vou deixar em aberto para as pessoas que quiserem participar do Meme

06 outubro, 2008

Sem voz

Fiquei muda. Acordei na manhã de sexta-feira sem voz alguma. Coisa que nunca tinha acontecido comigo. Eu já tava doente desde o começa da semana, na terça tava com febre e bem fraca. Não conseguia ficar de pé e não vim trabalhar de manhã. Mas ai fui melhorando. Na quinta tava rouquinha, mas não deixei de falar. Ai na sexta, puf, como por mágica fiquei muda.
E como é difícil para uma tagarela ficar muda. Sem voz eu não podia conversar, opinar, atender telefone, ligar para clientes, atender os clientes no balcão. Complicado. Deu um problema na parte de telefonia na empresa e quem está por dentro sou eu, mas como resolver? Pede para os outros ligarem e explica por mímica e um fio de voz quase sumida. E eu achando que ao longo do dia a voz fosse voltar. Passa a manhã, chega a tarde, começa a anoitecer e nada. Ai tem que falar com minha mãe. Como fazer? Pede para o Tiago ligar.
De noite ligam e eu sozinha em casa. Atendi e disse um alô que mais parecia um resmungo ao longe. Desligam. Em seguida ligam novamente. Era minha mãe. Ela sabendo da minha condição muda fez todo silêncio possível e conseguiu me ouvir (não tenho idéia como, é coisa de mãe isso).
No sábado sem voz de novo. Cancela jantinha e qualquer passeio de findi. Chamar amigos para jantar ou visitá-los sem voz não dá. No domingo, dia de eleição e entrega de convites, ainda muda. Mas fomos entregar os convites igual, o Tiago falava e eu apenas balançava a cabeça. E assim como a voz foi ela voltou. No meio da tarde do nada voltei a falar. Claro que ainda estou rouca, mas ao menos consigo emitir sons, conversar, atender telefone. Tenho dor de garganta e quanto mais falo mais dói. Mas eu quero gastar tudo que não falei por três dias hehehe.Pena que minha primeira ligação foi para dar uma notícia chata sobre o resultado das eleições.