28 novembro, 2006

Nada mudou?

Algumas garotas nao foram "legais"comigo quando eu era mais nova. Na maioria dos casos meus desafetos se davam por causa de garotos. Ou porque elas tinham ciumes ou eu.
Teve uma que jura ate hoje que roubei seu namorado. Faziam tres meses que eles nao estavam mais junto quando o conheci. A tal garota pegou tanto no meu pe que um dia foi na minha casa com uma amiga grande e gorda soh para me bater. Quando vi quem estava na porta pedi para minha irmã atender. E ela disse que eu nao estava. Foi melhor assim, evitou uma briga.
Alguns meses depois foi a minha vez de dizer poucas e boas para a garota, afinal quem ela pensava que era para ir arrumar confusao na minha casa. Mas nao ameacei, nem briguei, apenas falei de forma "um pouco"alterada.
Teve outra (da epoca da escola ainda) que gostava do meu namorado. Queria ficar com ele a qualquer custo. Chegou a deixar um bilhete no mural do Dia dos Namorados pedindo para ele largar a namorada e ficar com ela. Ve se pode. Bom, passou um ano e ela ficou minha amiga. Ela era repetente e estava na mesma turma de uma ex-colega muito minha amiga (tambem repetente). Sempre conversavamos sobre coisas da escola, sobre o namorado dela (que segundo ela era lindo, querido, maravilhoso, mas que eu nunca vi).
Depois que comecamos a conversar desencanei, pensei que ela tivesse mesmo apaixonada pelo namorado e esquecido o meu. Mero engano. Alguns meses depois descubro que a garota estava ligando para ele, mandando mensagens, pedindo para ficar com ele. Com a mesma historia de antes: para ele me deixar e ficar com ela. Era final de ano, eu estava acabando o ensino medio, saindo da escola.
Mas nao me segurei, avisei para todo mundo que conhecia a garota que a proxima vez que nos encontrassemos queria tirar a historia a limpo. Desta vez ameacei bater mesmo. Ainda bem que ela deixou de ir para escola. Faltou todo o ultimo mes de aula. Assim, conclui a escola sem nunca ter me envolvido numa briga. Claro que ela nao estava com medo. Pois era bem mais alta que eu, tinha umas 6 irmas que certamente iriam defender ela e um pai policial.
Entrei na faculdade feliz da vida, e um ano depois quem encontro pelos corredores???? A minha amiga da escola. Aquela que queria o meu namorado. Bom, desta vez demonstrei hostilidade desde o inicio.
Estava preparada para as consequencias. Mas nao iria baixar a guarda para ela. Novamente tive sorte, ela nunca foi minha colega e logo desistiu do curso. O que me deixa triste eh saber que hoje ela vive na praia, de sombra e agua fresca, divertindo-se horrores numa das cidades mais lindas do pais.
Bem que ela podia ser faxineira da escola....




*Texto inspirado num post da Adele.

2 comentários:

Paulo disse...

Hahahahaha! Esse texto ficou ótimo! E ter lido antes o post da Adele o deixou melhor ainda!

É realmente uma pena que nem todas as pessoas que queremos que se tornem faxineiras se tornam...

Bom, pelo menos ela largou do pé do teu namorado, né? Ou não? :P

Adele disse...

Essa VA-GA-BUN-DA vai apanhaaaar!!!
Mas quem tá noiva dele, hein? HEIN? Tu!!!!! heehehehehhe


E obrigada pela lembrança. Adoro servir de inspiração. Se tu quiser escrever um texto sobre como eu sou legal, vai em frente! haahaha


Bjs