21 fevereiro, 2007

Motivos

Como diria a melhor das melhores amigas: ODEIO Gente!
Afinal, as pessoas são legais, queridas e prestativas quando querem algo em troca. O chefe quando precisa de algo trabalhoso e cansativo motiva os funcionários, incentiva. Nunca sabe elogiar, mas quando acontece qualquer coisa errada lembra de xingar.
O namorado é carinhoso quando quer sair com os amigos DELE, quando quer fazer algum programa que ela não gosta, mas nos outros momentos eh apenas indiferença e “desleixo”.
Os amigos (não muito amigos) lembram de escrever, mandar mensagens, ligar, apenas quando não tem outra companhia para sair, quando querem chorar no ombro de alguém. Dificilmente ligam para contar uma boa novidade, ou apenas para dizer um oi. Ainda bem que alguns poucos neste mundo se salvam. Os bons amigos e os bons namorados. Mas dá medo quando aquela pessoa especial, que parecia que nunca faria isso, sem mais nem menos, mostra um lado estranho, distante e interesseiro. Mostrando que infelizmente é gente e não foge as estatísticas.

2 comentários:

Adele disse...

Ah!! Deixei um legado! Posso morrer em paz! hehehehe

Odeio gente mesmo, viu só?

Mas me conta o q houve!! Aliás, te ligo.

Bjs

Paulo disse...

Aceitar que uma pessoa, por mais especial que seja, é um ser humano, e portanto, é muito provável que mais cedo ou mais tarde pise na bola, pode ser uma das chaves da felicidade. Eu mesmo só encontrei paz quando deixei de ter expectativas com relação ao comportamento das pessoas.
Se bem que, em alguns momentos, o "odeio gente" de nossa amiga parece ser a melhor filosofia...

Bjos