21 agosto, 2007

De quiança

Fazia algumas coisas que hoje acho tão estúpidas, mas tão estúpidas, que morro de vergonha até de lembrar. Tinha duas melhores amigas, uma um ano mais nova e outra dois anos mais velha. Sempre inventávamos coisas para ganhar um dinheirinho extra.
Quando tinha uns seis, sete anos a brincadeira era fazer desfile de fantasias e deixar o baldinho para quem quisesse contribuir com algum trocado. Normalmente o balde ficava vazio, mas às vezes minha mãe ficava com pena e dava uns troquinhos. Era fantasia de bailarina, de odalisca, de prenda, ou colocávamos roupas “de sair” e passávamos um brilho nos lábios e perfume. A música era sempre da Xuxa. Imagina a cena: eu pequena (era bem baixinha e magrinha, com cabelo comprido e cacheado), vestida de odalisca, dançando Ilariê na sacada da minha casa (que fica bem na frente de casa e é alta).
Também colhíamos salsa, cebola, alface, radicci e vendíamos para os vizinhos “ricos”. Na maioria das vezes íamos vender apenas para poder ver as casas deles por dentro. A fase dos temperos rendeu um bom dinheiro, dava para fazer lanche com refri toda tarde.
Depois começamos a fazer limonada e vender na frente de casa. Cada copo custava R$ 0,10, e pensando bem era muito caro. Na maioria das vezes fazíamos suco sem açúcar, cheio de limão e com semente. E ainda tinha gente que pagava para tomar aquela gororoba. Éca.
Com o dinheiro que a gente ganhava comprava papel de carta, refri, e porcarias como chocolate e salgadinho. E também fazíamos comidinhas malucas, como salada de cebola com pão e nossa limonada sem açúcar, comidinha com Nescau, tempero em pó, areia e cascalho (claro que essa a gente não comeu, mas deu para o irmão menor da minha amiga comer). Maldade pura. Mas na grande parte do tempo eu era bozinha, separava as brigas e ajudava os amigos.


Inspirada pelo maravilhoso "Nostalgia numa hora dessas"

3 comentários:

Adele Corners disse...

Arrá!! Gostou do meu concurso de canto né! hahahahahaha


Mas vender coisas! Bah! Pq nunca tive essa idéia? Criança tola que fui...


(Tem alguém esperando tua visita!)

Suani disse...

Eu colhia aquelas florzinhas amarelas bem fedidas e vendida por 0,25 o raminho com umas 3 flores, e 0,50 o mais cheinho!
Também dava aula para os meus vizinhos [depois da aula deles]e era chata que nem uma profe, e cobrava tb pelas aulas!
Tinhamos um grupo de meninas e faziamos o show da Xuxa para toda rua e o meu vizinho cobrava a entrada!
Eramos espertas e não sabiamos
hehehe!

Paulo disse...

Uma empreendedora nata! :)